O governo quer privatizar a Eletrobras e todas as empresas públicas que compõem o sistema elétrico nacional.
O que você acha disso?

SOU CONTRA a entrega do patrimônio brasileiro por meio da privatização.

 

SOU A FAVOR da privatização e dos consequentes aumentos na tarifa de energia.

Obrigado!
Seu voto foi armazenado com sucesso.


VER RESULTADO PARCIAL

Resultado Parcial

0

SOU CONTRA a entrega do patrimônio brasileiro por meio da privatização.

 
0

SOU A FAVOR da privatização e dos consequentes aumentos na tarifa de energia.

VOTAR NOVAMENTE
26/03/2018 04h24

Por um Setor Elétrico Público, Eficiente e para Todos

No dia 24/03, em Florianópolis, o Coletivo Nacional dos Eletricitários – CNE, entregou ao ex-Presidente e pré-candidato à Presidência da República Luís Inácio Lula da Silva, o Manifesto dos Trabalhadores Eletricitários por um Setor Elétrico Público, Eficiente e para Todos!”

Esse documento, fruto de uma produção coletiva de trabalhadores do sistema Eletrobras, trás dez premissas para uma nova proposta de modelo para o Setor Elétrico Brasileiro, onde além da manutenção da Eletrobras como empresa pública, aponta-se a necessidade de que a energia deve ser encarada como um bem público, a serviço do povo e vetor do desenvolvimento e soberania nacional, e não como mera mercadoria a serviço da especulação financeira.

No encontro, foi colocada ao ex-presidente a necessidade de se retomarem as discussões sobre o modelo do setor elétrico, iniciadas em seus dois mandatos, período este em que se tomou a decisão de fazer a Eletrobras reassumir o protagonismo no desenvolvimento e ampliação do sistema elétrico brasileiro, através de grandes investimentos.

O ex-presidente reafirmou seu compromisso com a defesa da Eletrobras pública, e prometeu a realização de referendo revogatório das medidas realizadas por Temer, inclusive as privatizações, caso retorne ao governo. Por fim, lembrou da importância que as legislações aprovadas em seu governo estão tendo neste momento para impedir a realização da privatização da Eletrobras, sem as quais muito provavelmente ela já teria acontecido.

 

 


Notícias

Ver mais

DIVULGUE ESSA CAUSA!