O governo quer privatizar a Eletrobras e todas as empresas públicas que compõem o sistema elétrico nacional.
O que você acha disso?

SOU CONTRA a entrega do patrimônio brasileiro por meio da privatização.

 

SOU A FAVOR da privatização e dos consequentes aumentos na tarifa de energia.

Obrigado!
Seu voto foi armazenado com sucesso.


VER RESULTADO PARCIAL

Resultado Parcial

0

SOU CONTRA a entrega do patrimônio brasileiro por meio da privatização.

 
0

SOU A FAVOR da privatização e dos consequentes aumentos na tarifa de energia.

VOTAR NOVAMENTE
10/07/2020 05h22

Não existe desenvolvimento social e econômico à luz de velas

Não existe desenvolvimento social e econômico à luz de velas, ou seja, a energia elétrica é fator determinante, e limitante, no progresso de uma sociedade. Assim, é fundamental um setor energético robusto capaz de manter um país em pleno funcionamento.

O mundo está mudando e, por uma política energética mais limpa, há uma necessidade de substituição dos combustíveis fósseis por outros. Algumas montadoras de carro na Europa, por exemplo, já anunciaram que só produzirão carros elétricos, ou autônomos. Em outros termos, a energia elétrica já é o novo petróleo.

De olho nesse novo mercado, diversos países no mundo estão reestatizando e protegendo seus empreendimentos elétricos. No entanto, o Brasil, em fluxo contrário, quer abrir mão da MAIOR estatal elétrica da América Latina.

Cabe destacar que, a principal fonte primária do sistema elétrico brasileiro está nos rios.  E que o clube de países líderes na produção de hidroeletricidade é muito seleto. Os 10 líderes são: China, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Suécia, Noruega, Rússia, Índia, Venezuela e Japão. Desses, APENAS o Japão tem seu setor elétrico privado.  Isso mostra como essa vantagem é concentrada em poucos e “felizardos” países que podem se aproveitar da maior fonte de energia renovável (e de menor custo) existente atualmente.

Portanto, com essa singularidade, caso o Brasil privatize a Eletrobras, será o único a fazê-lo, pois nenhuma das outras nações desse seleto clube privatizou totalmente seu setor elétrico e, muito menos, suas usinas hídricas.

A Eletrobras sempre foi ferramenta fundamental para o desenvolvimento do país e à superação de várias crises. A falta de energia para a industrialização nos anos 50 e 60, os choques do petróleo nos anos 70 e o racionamento do início dos anos 2000 são alguns exemplos dessa atuação em nome dos interesses da coletividade. Agora, a companhia está pronta para ajudar o Brasil a vencer a crise. (Com informações do Instituto Ilumina)

Defender a Eletrobras pública é defender o desenvolvimento do Brasil.

#EletrobrasPublica #EnergiaNaoeMercadoria #Eletrobras #PrivatizarFazMal #Brasil #Energia #Soberania #SegurancaEnergetica #Geracao #Transmissao #Chesf #Eletronorte #Furnas #Cepel #Eletrosul #Eletronuclear #EnergiaEletrica

 


Notícias

Ver mais

DIVULGUE ESSA CAUSA!