O governo quer privatizar a Eletrobras e todas as empresas públicas que compõem o sistema elétrico nacional.
O que você acha disso?

SOU CONTRA a entrega do patrimônio brasileiro por meio da privatização.

 

SOU A FAVOR da privatização e dos consequentes aumentos na tarifa de energia.

Obrigado!
Seu voto foi armazenado com sucesso.


VER RESULTADO PARCIAL

Resultado Parcial

0

SOU CONTRA a entrega do patrimônio brasileiro por meio da privatização.

 
0

SOU A FAVOR da privatização e dos consequentes aumentos na tarifa de energia.

VOTAR NOVAMENTE
24/06/2019 02h33

Comissão na Câmara debate venda de empresas do sistema Eletrobras

Os impactos da privatização da Eletrobras na Amazônia e no setor elétrico brasileiro serão tema de audiência pública nesta terça-feira (25), na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia da Câmara dos Deputados. O debate atende requerimento do deputado Capitão Alberto Neto (PRB-AM).

Confirmaram presença na audiência:

– Afonso Luiz Costa Lins Júnior, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Amazonas (CREA/AM);
– Eronildo Braga Bezerra, professor doutor em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia;
– Fabíola Latino Antezana, representante do Coletivo Nacional dos Eletricitários;
– Ticiana Freitas de Sousa, superintendente de Fiscalização Econômica e Financeira, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); e
– Tarcisio Estefano Rosa, diretor-presidente da Amazonas Energia.

Para o deputado, a venda de empresas do sistema Eletrobras envolve sérios riscos, e indica instabilidade para a população.

“No Amazonas a companhia deveria ter permanecido fora da ação de privatização em função de o Estado não ter sido vinculado ao sistema nacional de energia elétrica e a venda para o setor privado poderia, como consta em relatório do Senado, colocar sob risco os consumidores desse serviço diante da possibilidade de ampliar o racionamento ou se verem diante de tarifas elevadas”, observou.

Hora e local
A audiência será às 14 horas, no plenário 15, e será interativa.

Fonte: moneytimes.com.br/


Notícias

Ver mais

DIVULGUE ESSA CAUSA!